9 de nov de 2011

Eu sempre tive medo de seguir sozinha.

Agora nem as lembranças me atormentam. Isso é bom por um lado. O lado de me sentir viva pela primeira vez em muito tempo. Mas ainda falta alguma coisa. Talvez o que esteja faltando sejam todas aquelas pessoas que eu perdi, e todos os sonhos impossíveis que eu não realizei. Eu me lembro que antes costumava imaginar coisas absurdas e até sonhar com isso, fantasiar e criar expectativas inúteis, isso era de certa forma o que me mantinha cheia de energia. Mesmo triste, eu estava sempre cheia de esperança. Agora não existem sonhos, nem pessoas. E esse é o lado ruim de se sentir vazia assim. Não ter nada que me motive a ser melhor.

Nenhum comentário: